Time 2 - A missão. Takeshi, Fukido e Karenoshi.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Time 2 - A missão. Takeshi, Fukido e Karenoshi.

Mensagem por Kusame Guhiko em Sab Fev 05, 2011 12:57 pm

- Ora, ora... - Pensava eu em minha reflexão alguns dias antes da missão que fora designado. Nossa missão era lutar contrar usuários de Kugutsu, missão essa que tinha sido pedida pelo Kage de Suna. Antes disso, teríamos que viajar até lá, e, por se tratar de um caminho perigoso, um chuunin não o poderia fazer com o time 2.
Logo, então, Kage mandou que eu fosse com os garotos.
Havia deixado uma Kunai, com um pergaminho amarrado em uma Kibaku Fuuda falsa, para assim que "explodisse" acordasse os jovens. A Kunai havia sido deixada perto de cama de todos (ora, ora, meus senso de escalada é bom), e a Kibaku Fuuda foi programada para acordá-los às 7 horas do dia da missão. No pergaminho estava escrito assim:

Venham! Venham!
Kusame Guhiko, o melhor Jounin de Konoha, chama-os para uma missão!
Estou esperando à frente do Gabinete do Hokage em... 10 minutos!
ass: Kusame Guhiko

E assim estava eu, às 7:00, em frente ao gabinete do Hokage, esperando o time 2.


Sinopse: O Kazekage atual acaba de obter um time de jovens usuários de Kugutsu em sua vila, e acha que eles ainda são muito jovens para o cargo que tem, de Chuunin. Entretanto, por meio da prova, eles conseguiram. Agora, é do desejo da vila da areia que eles treinem contra ninjas que nunca lutaram. Assim, foi convocado o time 2 de Konoha para lutar contra os usuários das marionetes! Entretanto, essa missão encobre uma questão diplomática muito maior, envolvendo dinheiro e tramas da vila da chuva, que serão reveladas a chegada do time em Suna. A verdade simples é que somente ninjas de Konoha poderão interferir nisso, já que nenhum ninja das vilas de Suna e Kiri querem dar o braço a torcer.

Objetivos da missão: Ganhar os ninjas do time 4 de Kugutsu de Suna, além de resolver o impasse entre o Mizukage e o Kazekage.

Recompensas: 3 pontos em distribuição e 2 técnicas rank C.
avatar
Kusame Guhiko
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 46
Data de inscrição : 29/09/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Time 2 - A missão. Takeshi, Fukido e Karenoshi.

Mensagem por Yokohama Takeshi em Sab Fev 05, 2011 11:30 pm

Caía uma tempestade muito forte, minha visão estava embaçada, somente via alguns vultos... De repente ouço gritos, gemidos de dor, eram tão agoniantes que poderia amedrontar a qualquer um, mas parecia que eu já estava me acostumando a ouvi-los com frequência... De uma hora para outra minha visão ficara mais límpida, eu vi um rosto de uma mulher, uma mulher muito bonita, quem era ela? Eu tinha uma lembrança vaga... Para minha tristeza era a minha mãe, o que eu mais temia parecia estar acontecendo, estava a esquecer do rosto da minha própria mãe... Sentia uma tristeza profunda, um vazio no coração... Mas o que estava a acontecer agora, era um homem! Uma faca! Não podia ser, de novo não... NÃAAAAAAAAOOOOO!

Deste modo acordei, gritando, talvez meus vizinhos tivessem escutado, talvez... Olho para o relógio, eram 5h, ao lado do mesmo havia uma foto... Lá estávamos, eu e mamãe... Ahhh, mamãe... Que saudades tuas... sento-me à cama, pego a foto, olho-a, com os olhos encharcados de lágrimas, eram tantas emoções aflorando do meu pobre coração, era um adolescente poxa! Sem pai, sem mãe, por mais que eu demostrasse que isso não importava, lá no fundo importava sim, e muito... Não ter com quem desabafar, com quem conversar todas as noites antes de dormir... Me sentia cada vez mais solitário, desde que me tornara um ninja, não tinha feito muitas amizades, e as pessoas com quem fiz algum tipo de laço, estavam tão distantes, tanto tempo sem vê-las...

Nesse momento não consegui conter as lágrimas, elas corriam pela minha face... Sem nenhum tipo de motivação, fecho os meu olhos, deito meu tronco, de tal modo, que meu corpo ficou atravessado na cama. Depois de chorar um pouco mais, como que num gesto involuntário abro os meu olhos, vejo um pergaminho. Assusto-me, pois não havia deixado nada no criado-mudo antes de ir deitar-me, talvez alguém tivesse entrado pela janela, que por costume deixava aberta. Nesse momento, a apreensão não deixou que eu derramasse mais uma lágrima sequer. Estendo a mão, e pego o pergaminho. Quando eu vejo um selo explosivo no mesmo, o lanço em direção à porta.

Lembro da última vez, em que tinha encontrado um pergaminho em minha casa, e de toda a trabalheira que tinha tido para abri-lo sem se explodir junto, para no final das contas, não ter selo nenhum... Já estava preparado para aquilo... Pegando o pergaminho, junto as mãos, o selo da cabra, canalizo chakra, encosto no selo e: Genjutsu no Kai! Havia escutado que o genjutsu no kai, além de livrar de genjutsu, também cancelava selos avançados, que era o caso, mas incrivelmente não senti diferença nenhuma, até parecia que o selo explosivo era falso... Mas não quis correr o risco. Fui até a sala, peguei uma fita adesiva que usava de vez em quando para ajudar-me no processo de fabricação de tecidos, peguei também um tubo de linha de costura, prendi a linha no selo com a fita adesiva, cortei e amarrei a linha na maçaneta da porta, e amarrei também, o pergaminho no pé da cama, de modo que o selo saísse quando fosse necessário. Fui para a porta, e com força, a fechei. Para minha surpresa, nada acontecera. Era realmente um selo falso. Entro, e pego o pergaminho. Era uma missão.

Talvez no momento de total solidão, ou de até mesmo depressão, qualquer notícia poderia me ser animadora. Senti felicidade em poder estar vendo meus companheiros de time e meu sensei, mesmo tendo algumas desavenças, os considerava… amigos.

Já eram 5:23, a esse ponto, já não tinha mais sono, a única coisa que fiz foi pegar novamente o retrato de minha mãe e abraçá-lo. De olhos fechados, e cheio de sentimentos, por um momento, senti-la, senti seu toque, seu perfume... Era sensação semelhante àquelas em que ela me abraçava quando adoecia, ou quando por qualquer motivo, precisava dela, de um abraço, de uma palavra de carinho. Senti-me revigorado, enchi-me de esperança, tinha certeza de onde é que ela estava, ela estava comigo, ela estava do meu lado, me apoiando, me dando força, motivação, força e motivação estas, que a pouco tempo atrás eu sentia esvair-me, mas que agora, fora transformada em confiança e a certeza, a certeza de que ela havia aceitado o meu caminho ninja.

Olhei no relógio de novo, já eram 5:30, puz meu uniforme ninja e fui treinar taijutsu. O escuro era ótimo para aprimorar meus sentidos, principalmente a audição, visão e olfato. Depois de uma hora de treino, volto para dentro de casa, pego o pergaminho e a kunai de meu sensei, e sem muita preça fui caminhando pelas ruas frias daquele início de manhã em konoha. O Sol começava a aparecer, era algo tão bonito, tão encantador... No caminho até o gabinete do Hokage parei numa loja de doces e confeitaria, comprei alguns chocolates. Aquele foi meu café da manhã. Sabia que eram encontrados no cacau, substancias que tratariam de me acalmar e de me deixar relaxado... Vi na loja que faltavam 5 minutos para às 7:00. Era mais ou menos a distância de que eu me encontrava da entrada do gabinete do hokage, 5, 6 minutos no máximo. Ainda sem pressa continuei caminhando, e lá encontrei Guhiko Kusame, soltei um sorriso meio tímido, e fiquei ao seu lado, a esperar o resto do time.
avatar
Yokohama Takeshi
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 88
Data de inscrição : 13/09/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Time 2 - A missão. Takeshi, Fukido e Karenoshi.

Mensagem por guzn em Dom Fev 06, 2011 12:49 pm

O sol acabará de clarear, este também me acorda com sua luz batendo em meu rosto. Eram 6 horas da manhã, em mais um dia de treino intenso para ajudar em minha caminhada ninja. O sol estava forte, nuvens não se via no grandioso céu, era o dia perfeito para um treino na bela cidade de Konoha. Levanto-me, caminho até a cozinha e pego algumas frutas para comer em quanto caminhava até o local e também para comer enquanto treinava, também água para poder me hidratar, e alguns materiais que poderiam me auxiliar no meu treinamento e coloco tudo e m minha bolsa, e coloco esta em minhas costas. Saio de casa e vou andando e comendo até o local escolhido, que hoje era uma floresta, fora da cidade, precisaria caminhar bastante para chegar lá. Na metade do caminho já me vejo soando, pego um pouco desta água, que estava em uma garrafa e a jogo em cima de minha cabeça.

Não demoro muito para chegar, eram aproximadamente 6 horas e 40 minutos. O calor era muito já de manhã. Mas não tinha tempo para descansar, primeiro treino o meu taijutsu, batendo nas árvores que ali se encontravam com socos e chutes. Depois de algum tempo minha mão já estava vermelha, e a casca das árvores estavam corrompidas, meia hora já teria se passado. Então começo a dar apenas chutes enquanto descansava meus punhos. Dez minutos após o breve descanso de minhas mãos eu paro tudo e começo a fazer flexões, com apenas um braço, começando pelo esquerdo, foram 20 minutos assim, mudo então de braço e começo a treinar o outro braço, por mais 20 minutos. Ao fim disto pego uma corda que colocará dentro da bolsa antes de sair de casa e começo a pular, assim fazendo durante 20 minutos. O sol incomodava ainda mais. Então procurei uma árvore muito grande para sentar ao lado da sombra que esta fazia e descansei ali, comia também umas frutas.

Olhando o posicionamento do sol, deduzo que já eram mais ou menos 9 horas da manhã, era hora de trocar de treino comecei a treinar o ninjutsu, usando vários jutsus para poder aperfeiçoá-los estes, fico lá até meu chakra estiver muito fraco, o sol já estava lá em cima, eram entre 11horas e meio dia. Caminhei até a cidade, entro em um restaurante, peço lamen para comer como e volto para casa para descansar e lá fico durante um bom tempo. Quando marcam 17:00 horas no relógio então me desperto do meu sono profundo e vou tomar banho, este demora um pouco. Saio do banheiro apenas meia hora depois. Eu não era acostumado a treinar tão sedo então resolvo dormir mais um pouco.

Acordo novamente 19:30 então vou até o porão de casa, lá se encontravam vários caixotes jogados por todo o canto. Então arrumo tudo lá e fico pensando aonde estariam todos os colegas meus de time, já havia passado bastante tempo dês do dia em que se vimos pela ultima vez, mas eu não podia adivinhar onde estes estavam, uma chuva forte começa a cair ao redor de casa, mas o calor se mantém. Então a fome parece novamente, saio de casa, na chuva mesmo, para me refrescar, e vou até uma lanchonete que ficará perto de casa, peço lamen espero um pouco lá e quando ele chega, eu como e volto para casa.

Já estava cansado novamente e ponho a me deitar, agora acordaria somente no outro dia beirando a hora do almoço. Mas tudo são caixas de surpresa. Exatamente as 7:00 alguma coisa faz um barulho estrondoso que acordaria qualquer um, eu me assusto e olho do que se tratava, do lado de minha cama tinha uma kunai com um pergaminho, logo penso: “MALDITO GUHIKO!”

Dentro do pergaminho estava escrito algo que me deixa feliz e apressado:
“Venham! Venham!
Kusame Guhiko, o melhor Jounin de Konoha, chama-os para uma missão!
Estou esperando à frente do Gabinete do Hokage em... 10 minutos!
ass: Kusame Guhiko”

Me apresso e vou me arrumar pego meus equipamentos ninja, que já estavam com poeira e vou até o gabinete do hokage o mais rápido possível, quando chego a frente do gabinete lá estavam Guhiko e Takeshi, comprimento os dois e ficaria lá esperando Fukido que como sempre chegaria atrasado,
avatar
guzn
Membro Sênior
Membro Sênior

Mensagens : 742
Data de inscrição : 11/09/2010
Idade : 20
Localização : Curitiba-PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Te pego Kusame...

Mensagem por bolaninja em Dom Fev 06, 2011 2:07 pm

Ao final de mais um dia cansativo, me retiro ara dormir. A noite corre tranqüila e durmo como uma pedra, sonhando com belas kunoichis...

Porem, no meio da madrugada acordo, olho ao lado e vejo, 6:30, voltaria a dormir, ainda era cedo, mas – PORRA! Que isso? – salto da cama ao ver um selo explosivo num pergaminho, - Que merda é essa? – então me levanto do chão e jogo a coberta na cama, observo aquilo e penso em alguma forma de abri-lo, sem explodir.

Penso e penso, ate ter a idéia de usar minha coberta, envolvendo o pergaminho e jogando-o pela janela. Após jogá-lo, puxaria a coberta, de forma a lançar o pergaminho aos céus.

Vendo o objeto voar e não explodir, fico um tanto decepcionado, mas feliz ao mesmo tempo, afinal, minha coberta permanecera inteira – Isso é coisa do Kusame-sensei – pego o pergaminho e abro.

Venham! Venham!
Kusame Guhiko, o melhor Jounin de Konoha, chama-os para uma missão!
Estou esperando à frente do Gabinete do Hokage em... 10 minutos!
ass: Kusame Guhiko

- Caraça, 10 minutos! – recolho minhas coisas e me visto em super velocidade – Te pego Kusame, vou colar uma bomba na sua... – termino tudo, ponho o capuz e saio correndo, tropeçando em toda konoha, aproximando-me do gabinete do hokage a cada instante.

Num ultimo impulso, faço um selo e uso o kaze shunshin no jutsu, desaparecendo em vento, e reaparecendo à frente do gabinete, com Kusame, Karenoshi e Takeshi a minha frente.

Comprimento um a um com apertos de mão, mas na vez de Kusame aperto mais forte dizendo – Eu ainda te pego, como vai sensei? como vão amigos?– mais uma missão nos aguardava, isso era legal...

OFF: não vou por o jutsu, pois é irrelevante aqui.
avatar
bolaninja
Semi-Pro
Semi-Pro

Mensagens : 2329
Data de inscrição : 11/09/2010
Idade : 21
Localização : puts que pariu

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Time 2 - A missão. Takeshi, Fukido e Karenoshi.

Mensagem por Kusame Guhiko em Qua Fev 09, 2011 12:57 am

Ora, calmamente chega o primeiro. Era Takeshi, que nada mais fez além de chegar e ficar do meu lado. Depois, Karenoshi que chega cumprimentando a mim e ao Yokohama. Após isso, basicamente atrasado, chega Fukido-kun. Esse parecia ofegante - e falante -, além de cansado. Ao ver ele, digo:

- Nossa. Treinem para não perder o fôlego, garotos.

E então me dirijo para o gabinete, com as mãos no bolso e um gesto de "vamos", para os três gennins.

Ao vê-los me seguindo, apresso o passo, subindo por entre as escadas, até a tal sala.

Chegando lá, um gesto simples para que todos se aquietassem, e então digo:

- Hokage-sama, qual a nossa missão?

- Vão até Suna e lutem contra um time de usuários de Kugutsu (marionetes). A pedido do Kazekage o jovem time precisa de treinamento. Preciso que os vençam, e, Guhiko, sabe o que fazer nessa missão.

- Sim, senhor.

E então me retiro. Esperava que os gennins ficassem em silêncio, afinou o Hokage do clã Uzumaki é muito exigente.

Quando saímos, digo:

- Crianças. Preparem-se. Vamos para Suna derrotar marionetes! Agora vamos mesmo. Estão prontos? Tudo certo? Temos que sair agora mesmo. Mas... Preciso que vejam o quanto de utensílios não-militares precisaremos. Calculem a viagem, e quanto de comida e água teremos de levar. Planejem isso se baseando no fato de lá em Suna nos termos comida e água a vontade, afinal foi um pedido particular do Kazekage. Vamos andando até o portão e lá me digam o que acham.

E então começamos todos a andar até o grande portão de Konoha.
avatar
Kusame Guhiko
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 46
Data de inscrição : 29/09/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Time 2 - A missão. Takeshi, Fukido e Karenoshi.

Mensagem por Yokohama Takeshi em Qui Fev 10, 2011 2:07 pm

Saímos do gabinete do Hokage, e enquanto saímos do gabinete do mesmo, nosso sensei pede que planejemos a viajem até Suna, bem como a nossa alimentação, e começamos a andar em direção ao portão principal de Konoha. E então, enquato andávamos em direção ao portão, decidi expor o que pensava:

- Bem, é de conhecimento geral que o trajeto até Sunagakure é um tanto quanto longo, mas não deveremos levar mais que 1 dia andando... Tomando isso como base, acho que seria necessário, que cada um levasse um recipiente com 2 a 4 litros de água, o que seria o suficiente para nos manter hidratados por todo o trajeto, não devemos levai mais do que 4 litros de água para não carregarmos peso em excesso, nem levar menos de 2, pois o caminho é longo, e se essa água acabar, não temos certeza de que vamos encontrar alguma fonte de água pelo caminho. Além disso, seria primordial levarmos alimentos que não estraguem com facilidade, como pães, cereais ou até mesmo comida desidratada, levando água extra para prepará-las. Tomando em conta que são por volta das 7:30, provavelmente deveremos fazer uma pausa para comermos algo, quando o Sol estiver à pino, pois não queremos ficar fracos, e dar brechas a possíveis inimigos, além de tornar a caminhada mais cansativa quando não se tem nada no estômago. Certamente essa será nossa principal alimentação do dia, pois a próxima será quando a noite cair, e a essa altura já deveremos estar próximos de Suna. Pararemos, comeremos e descansaremos, e pela manhã, bem cedo, começamos a caminhar em direção à Suna que está próxima. E lá, se alguém tiver fome, poderá fazer quantas refeições quiserem. Se alguém quiser levar outras coisas como biscoitos, sacos de batatas, eu acho que está livre, mas que leve consigo, o seu peso extra...


Depois de falar isso, com a cara muito séria, espero os comentários do resto do time e a opinião se Guhiko-sensei.
avatar
Yokohama Takeshi
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 88
Data de inscrição : 13/09/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Time 2 - A missão. Takeshi, Fukido e Karenoshi.

Mensagem por guzn em Qui Fev 10, 2011 2:36 pm

Logo que chego ao local combinado, cumprimentando meus companheiros meus companheiros de time, Guhiko e Yokohoma, logo após chega Fukido, então o sensei e caminhamos até o gabinete do Hokage, passando pelas escadas, que por sinal, pareciam nunca acabar. Logo que entremos a tal sala o Hokage começa a dizer qual seria a nossa missão: “Vão até Suna e lutem contra um time de usuários de Kugutsu (marionetes). A pedido do Kazekage o jovem time precisa de treinamento. Preciso que os vençam, e, Guhiko, sabe o que fazer nessa missão. ”

Então saímos do gabinete, e Guhiko falou que precisávamos sair naquele momento, e para que calculássemos o tempo da viagem, e o quanto de comida e água que precisaríamos levar. Era para pensarmos enquanto caminhássemos até o portão.
Quando lá chegamos espero a minha hora de falar e começo:

- A viagem até Suna é bastante longa, precisaríamos de mais ou menos dois dias de viagem, tendo em base que o ser humano precisa de um pouco mais ou um pouco menos de 2 litros de água para beber em um dia eu deduziria que cada pessoa levasse em torno de quatro á cinco litros de água com eles. A questão da comida, é que parecemos pelo menos três vezes ao dia, e que cada um levasse o que achasse necessário. De noite, logo que o sol se por nós irmos dormir e logo que este clarear nós irmos. E que cada um de nó fique de guarda durante a madrugada.


Assim termino e espero os outros falarem.
avatar
guzn
Membro Sênior
Membro Sênior

Mensagens : 742
Data de inscrição : 11/09/2010
Idade : 20
Localização : Curitiba-PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Preludio à missão

Mensagem por bolaninja em Qui Fev 10, 2011 5:34 pm

Chegamos ao local e somos apresentados à missão. Lutar contra titereiros, usuários exímios da antiga arte da dominação de bonecos, imortalizada na arte negra de sabaku no Kankurou. Lembro-me de tudo isso graças às aulas de historia da academia, foram boas, afinal é sempre bom saber de onde viemos.

Então saímos, e nosso sensei nos diz para calcularmos a viagem e itens a serem levados. Aguardo todos falarem e me pronuncio – Tomando como exemplo nossa ultima missão, a viagem demorará cerca de dois dias, o que quer dizer que passaremos duas noites em viagem. Esse perigoso claramente é o mais perigoso, portanto a vigilância deve ser redobrada.
Calculando, dois dias de viagem, em um chegaremos ao deserto, onde água e comida são escassas, portanto devemos levar cerca de 5 litros cada, e reabastecer os cantis em todas as oportunidades, afinal o deserto é extremamente hostil.
Sobre comida... SOMOS NINJAS! Oras é só caçar, mas isso deve ser feito antes da chegada ao deserto, porque lá, tudo é escasso. Também devemos levar o que pudermos, tal como batas e biscoitos, mas nada muito salgado, a fim de evitar desidratação, o que num deserto seria simplesmente letal! –
Enfatizo o letal e acabo meu pronunciamento, fiz questão de fortalecer as idéias sobre o deserto de sunagakure, afinal aquilo é mortal.

Aguardo o sensei se pronunciar.
avatar
bolaninja
Semi-Pro
Semi-Pro

Mensagens : 2329
Data de inscrição : 11/09/2010
Idade : 21
Localização : puts que pariu

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Time 2 - A missão. Takeshi, Fukido e Karenoshi.

Mensagem por Kusame Guhiko em Sex Fev 11, 2011 7:53 am

- Suas teorias são cabíveis, mas tem alguns detalhes. Acho mesmo que demoraremos 2 dias para a viagem, mas a questão é que passaremos pelo deserto, como Fukido disse. Precisamos de cantis de água para encher no caminho, entretanto pelo menos 3 para cada um. Após isso, seus aprendizados de sobrevivência devem despertar. Sabem onde buscar água. Em cactos. Enfim, sobre a comida, somente 2 refeições fartas devem ser levadas, para a noite. De dia vamos caçar alguns animais. Certos senhores, deixem o desnecessário onde acharem melhor e vamos!

E falei isso caminhando até o portão, e fiz o desfecho ao chegar lá, assim os esperaria caso quisessem deixar o insuficiente em algum lugar. Caso todos dissessem que está tudo certo, partiríamos.

No rosto deles era visível a vontade de chegar a Suna, e mais ainda a vontade de derrotar os usuários de Kugutsu.
avatar
Kusame Guhiko
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 46
Data de inscrição : 29/09/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O começo - Vamos quebrar marionetes

Mensagem por bolaninja em Sab Fev 12, 2011 11:01 pm

Saio correndo a pegar água e encher cantis, também pego comida seca e não perecível tudo ali perto, em convenientes lojas de rua.

A missão se aproximava do começo, ir novamente a sunagakure, por um caminho traiçoeiro, cheio de saqueadores e ladrões – Me lembro daquela missão, fora nossa primeira, há mais de um ano... Bons tempos, quando Takeshi explodiu uns ninjas HAHAHAHAHAHA – rio eufórico, estava confiante, quebrar marionetes sra bem legal – Vou trazer um boneco para o hokage, quem sabe ele vira titereiro – então saio, aguardando meus parceiros e... AMIGOS.
avatar
bolaninja
Semi-Pro
Semi-Pro

Mensagens : 2329
Data de inscrição : 11/09/2010
Idade : 21
Localização : puts que pariu

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Time 2 - A missão. Takeshi, Fukido e Karenoshi.

Mensagem por guzn em Ter Fev 15, 2011 4:55 pm

Karenoshi ouve atentamente as instruções de se sensei e logo que ele acaba de falar o menino vai atrás de comida, ali perto do portão mesmo, lamen era a comida procurada, nada que uma fogueira não fizesse este ficar quente para se aquecer durante a noite. Água ele também pega, e leva poucos equipamentos ninjas, para que não pesasse durante a viagem. Assim que pronto ele chega perto de seu sensei e começa a falar:

- Estou pronto sensei, quero muito chegar a Suna para que podermos arrebentar aquela menininhas, pois eles ainda brincam de bonequinhas.
avatar
guzn
Membro Sênior
Membro Sênior

Mensagens : 742
Data de inscrição : 11/09/2010
Idade : 20
Localização : Curitiba-PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Time 2 - A missão. Takeshi, Fukido e Karenoshi.

Mensagem por Yokohama Takeshi em Qua Fev 16, 2011 2:59 pm

Dois dia? Eles vão caminhando ou se arrastando? Embora minha vontade de retrucar fosse imensa, impedi que essas palavras passassem pela minha boca. Não estava com a menor vontade de convencê-los do contrário, nem tão pouco causar algum tipo de desentendimento antes da missão, apenas continuei caminhando. O sensei chegando ao portão de Konoha, pede-nos para que deixemos tudo quanto fosse desnecessário em algum lugar. Karenoshi e Menori se movimentam afastando-se do local. Diferentemente deles, continuo parado, a espera da volta dos mesmos. Já tinha tudo planejado, e como o sensei decidiu que caçaríamos de dia, o meu planejamento de duas refeições, de certo modo, não fora invalidado.

Em pouco tempo os dois retornam. Percebi em suas faces a motivação de ambos. Era visível a determinação deles. Determinação esta que eu mesmo não conseguia exprimir, não sabia ao certo porque, estava ali, mas para mim era como não estar. Tinha alguma coisa diferente acontecendo comigo que eu mesmo não sabia o que era, mas também não demonstrava. Vi a cara do sensei, este estava feliz por ver as expressões alegres de Fukido e Karenoshi, e talvez tenha pensado que minha cara vazia fosse uma de minhas formas de expressar alegria...

Obviamente que missão dada era missão cumprida, então daria meu melhor pela vila que me acolheu, e que cuidou de mim nos momentos em que mais precisei. Certamente faria tudo para ajudar no que fosse preciso, e até estaria disposto a, quem sabe, sacrificar-me... Poderia ser apenas um teste, mas eles eram chuunins e isso deve-se ser tomado como um alerta, pois se eles foram aprovados, fora porque eles tem potencial, não poderíamos ficar por aí a subestimar a força dos ninjas da areia, pois são ninjas extremamente capazes, e principalmente para mim, usuário de suiton, lutar em meio a solo completamente seco seria extremamente difícil, pois sem uma fonte de água perto, a eficácia de meus jutsus elementares seriam muito baixa. Talvez, meus companheiros até menos, mas eu estava realmente preocupado com esta difícil missão...
avatar
Yokohama Takeshi
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 88
Data de inscrição : 13/09/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Time 2 - A missão. Takeshi, Fukido e Karenoshi.

Mensagem por Kusame Guhiko em Qua Fev 16, 2011 9:51 pm

Todos faziam as últimas coisas antes de partirem, menos Takeshi. Esse então somente aguarda. Logo peço que todos partam comigo, e assim fazemos. Eu ia na frente, nos primeiros andares não havia o menor perigo. Como se tratava de uma missão que também envolvia questões diplomáticas, vários ANBU's nos seguiam, protegendo-nos, assim sentia-me seguro com minha equipe.

Em certo momento do caminho, tenho uma certa lembrança. Lembrança de que eles deveriam me mostrar alguns detalhes sobre os inimigos que teriam. Então rapidamente me achego à frente de todos, de frente, e digo:

- Vamos, preciso de uma coisa. O que sabem sobre marionetes e Kugutsu?

RPzinho médio, pelo menos, sobre a viagem até um certo momento, de duas horas depois de seu início, e da resposta.
avatar
Kusame Guhiko
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 46
Data de inscrição : 29/09/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Time 2 - A missão. Takeshi, Fukido e Karenoshi.

Mensagem por Yokohama Takeshi em Sab Fev 19, 2011 8:03 pm

Depois que os meus companheiros de equipe chegaram, partimos. Era perceptível a presença de outros ninjas garantindo certa segurança, ao que me parecia, eram ninjas da A.N.B.U. que certamente eram totalmente capazes de realizar qualquer tarefa, sejam elas quais fossem. Como o Sol que até pouco tempo atrás estava a mostrar sua face num novo dia, se empolga, ganha brilho e vigor, esquenta aquele começo de dia, certamente seria um trajeto duro, debaixo de um Sol que prometia esquentar nossos equipamentos ninjas de tal modo que nossa sensação térmica de calor fosse bastante elevada.

Depois desse pequeno devaneio, ouço uma voz, era a voz do sensei, ele estava a perguntar-nos o que sabíamos sobre Kugutsu e marionetes. Como sempre fui admirador desta arte, tinha uma resposta já armada para responder à Kusame, porém esperei pelos pronunciamentos dos meus companheiros. Vendo que nenhum dos dois esboçou algum tipo de ação no que diz respeito à iniciativa de se pronunciar, comecei, eu mesmo, a dizer o que sabia sobre kugutsu e marionete:

- Bem, para mim é relativamente fácil falar sobre kugutsu, pois por trabalhar com costura é parecido com essa técnica... O kugutsu nada mais é do que a arte de manipular o chakra em forma de linhas, para que essas linhas possam manipular marionetes, ou até mesmo, outras pessoas ou projéteis como senbons, kunais, shurikens, ou seja, essas linhas são como linhas normais, porém são feitas de chakra, o que garante mais resistência além de sua total manipulação. Já em questão às marionetes, existem várias delas, mas elas são normalmente classificadas em três grupos: as de ataque, as de defesa e as de emboscada. Elas podem ser normalmente usadas em separadas, ou em conjunto, isso vai da habilidade do usuário de Kugutsu, a combinação mais comum feita é usando uma marionete do tipo de emboscada para aprisionar o inimigo e depois uma de ataque para finalizar o inimigo com espadas, kunais ou senbons, matando o mesmo; algumas marionetes de emboscada têm armas embutidas específicas para esse fim, essas funcionam da seguinte forma: A parte frontal contém armas na parte de dentro da marionete; essa parte se abre, o oponente é aprisionado, e quando a marionete fecha novamente, a parte repleta de armas perfura o inimigo, se não o matar na hora, deixa-o totalmente lesionado e se ali dentro permanecer por alguns minutos morrerá por conta da sua alta perda de sangue. Existem ainda outros tipos especiais de marionetes, que são as marionetes de treino, esses não são controlados por linhas, mas sim por uma certa quantidade de chakra do usuário. Esses bonequinhos são chatos de se lutar, pois mesmo que se quebrem, eles se recombinam, podem se juntar, dando origem a outro maior, ou formar até mesmo um castelo ou prisão. Como não são controlados por linhas, mas somente por uma parcela de chakra do usuário, eles se movem com muita facilidade, sendo oponentes realmente muito chatos de se bater.

Bem, eu acho que eu consegui explicar mais ou menos o que eu sei sobre kugutsu e marionetes, desculpem-me se eu fui um pouco demorado, é porque meu fascínio sobre esse estilo de luta, essa arte é realmente muito grande.


Depois disso continuo a caminhada e espero o que os meus companheiros tem a dizer.
avatar
Yokohama Takeshi
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 88
Data de inscrição : 13/09/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

A VIAGEM!

Mensagem por bolaninja em Sab Fev 19, 2011 8:28 pm

Logo saímos de konohagakure, era uma das poucas vezes que fazia isso, mas ver aqueles portões ficando para trás era sempre triste, minha casa estava ali, minha família estava ali, TUDO estava ali e também TUDO estava a minha frente. Isso me perturbava, mas seguia com meus companheiros e sensei, eles me confortavam.

Seguimos, passando por uma trilha central num campo verdejante, lindo, belo... O sol a pino acima de nossas cabeças nos dava um certo alivio, era dia, então emboscadas eram bem mais raras, assim me sentia tranqüilo e relaxando, podendo observar o ambiente atentamente enquanto andava.

Após cerca de 10 minutos, decido explorar melhor, mas sem sair do lugar – BUSHIN NO JUTSU! – crio três clones e faço cada um ir para um lado, observando melhor e mais atentamente a paisagem por onde passava.

(Bushin 1)

Sai em meio à mata e encontra um bando de coelhos, 10 no total, sendo um macho, uma fêmea e 8 filhotes pequenos, recém-nascidos ao certo. Observa-os, pensa em pegá-los, mas lembra-se que não pode, por ser somente um bushin...

Continua andando ate uma lagoa, onde observa os peixes ate desaparecer.

(Bushin 2)

Anda por vários minutos ate chegar em uma caverna rochosa, adentra como explorador e vê vários morcegos dormindo, admira-os por um longo tempo, vendo seus hábitos de dormir, muito peculiares.

Adentra mais e nota uma imensa serpente, estava a observá-la, quando ela da o bote e destrói o bushin, ficando decepcionada, não terá uma refeição digna...

(Bushin 3)

O clone sai correndo a frente da equipe 2, escalando uma arvore e observando seus frutos, lindos, maças verdejantes ou vermelhas, alem de um esquilo que as comia – Lindo -.

Vai ao galho mais alto e observa o solo, Fukido e os outros ao longe, andando em meio ao caminho tortuoso, em busca de mias um resultado positivo para konoha... BELO! Então ele salta, caindo e se desfazendo.

(Fukido original)

Andando vejo uma longa arvore, de um tipo que nunca tinha visto. - Parecem... DENTES?!? – observo melhor e noto que é uma planta carnívora, e que havia um porco selvagem dentro, era perturbador, então sigo meu caminho.




Ouço a voz de Kusame sussurrando algo sobre marionetes, era uma questão sobre elas. Espero Takeshi se pronunciar e o faço em seguida – BAH!!! Os grandes mestres dessa arte já se foram. Monzaemon, o primeiro titereiro, seguido por Chiyo-sama, Akasuna no sasori, seu neto e o maior de todos, Sabaku no kankurou, que criou a técnica branca e manipulou cem marionetes de uma única vez... Mas voltando a técnica, é algo um tanto simples na teoria. São linhas de chakra que controlam bonecos, que geralmente são de madeira e tem diversas armas ocultas. Essas geralmente são imbuídas em veneno letal, por isso é perigoso chegar perto. Em suma, é uma arte letal, porem não lutaremos contra nenhum kankurou... Espero – termino e aguardo Karenoshi se pronunciar.
avatar
bolaninja
Semi-Pro
Semi-Pro

Mensagens : 2329
Data de inscrição : 11/09/2010
Idade : 21
Localização : puts que pariu

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Time 2 - A missão. Takeshi, Fukido e Karenoshi.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum